Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

Quarta-feira, 29.10.08

 

O palco foi desmontado

e o cenário era de cartão pintado

 

E as pessoas que dali saíram

apanharam um autocarro

que em vez de andar para a frente

andava para trás

mas ninguém parecia reparar nisso

 

E na primeira paragem

lá estavam mais pessoas

estranhamente quietas

estranhamente silenciosas

 

e ninguém parecia reparar

que o autocarro andava para trás

e não para a frente

 

Pensei estar a sonhar

mas era mesmo assim

e o autocarro continuava

a sua marcha ao contrário

e ninguém parecia reparar nisso

 

Quando me apeei

por estar ali a mais

vi um grande espaço

e estava tudo em obras

mas não havia ali pessoas

as pessoas não faziam parte

daquele cenário

 

Tive de me desviar de obstáculos

até encontrar um caminho

mas não havia ninguém

a quem pedir informações

 

É agora que vou acordar

disse a mim própria

mas estava estranhamente acordada

como nunca antes

em toda a minha vida




 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 15:14

...

Segunda-feira, 13.10.08

 

As personagens

aparecem num palco

fazem a sua vénia

antes e depois

e trazem um papel na mão

 

O palco

os papéis

a lógica das personagens

 

No fundo a lógica das personagens

é a mesma lógica do mundo

e de toda a humanidade

e esse palco é o próprio mundo

e todos os lugares onde existam pessoas

 

Mas estas personagens são especiais para mim

não só porque representei com elas nesse palco

mas porque as suas qualidades de representação

são fora do vulgar

de tal modo que não vi o papel que representavam

fascinada com a sua coreografia

hipnotizada com a sua engenhosidade

 

A lógica do seu discurso é que me convenceu

esses papéis premeditados

essas mentiras e farsas

 

Como é que nos podemos subtrair

à influência dessa lógica

só com a nossa sensibilidade

não me parece que seja possível

parece-me mesmo altamente improvável

 

Mas alimento também eu a ilusão

de me ter libertado dessa lógica

de papéis premeditados

de malabarismos em palco

de mentiras e farsas

toda essa lógica

 

Quando desafiamos assim

a nossa capacidade de ver uma realidade escondida

de que a nossa sensibilidade sempre nos protegeu

o que poderá acontecer?





 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 15:10








comentários recentes



links

coisas à mão de semear

coisas prioritárias

coisas mesmo essenciais

outras coisas essenciais

coisas em viagem


subscrever feeds